Atlético-GO

Campeonato Goiano

Futebol pelo Brasil

Ronaldo prevê ‘batalha difícil’ contra Anápolis, analisa próximos jogos do Atlético-GO em casa e comenta sobre dificuldade do Campeonato Goiano: “o nível tem melhorado a cada ano”

Dragão quer voltar a vencer após três rodadas

Por: Danyela Freitas 31/01/2024 13:48

Dando continuidade à semana preparação do Atlético-GO para encarar o Anápolis, em jogo que acontece nesta quinta-feira (1), às 19h30, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, Ronaldo conversou com a imprensa. Primeiramente, o goleiro analisou a sequência ruim do Dragão, que vem de um empate e duas derrotas no Campeonato Goiano. 

Além disso, o capitão rubro-negro respondeu sobre os próximos jogos que serão realizados em casa, contra Anápolis, Iporá e CRAC. Depois encara o Goiânia na capital goiana e, posteriormente, na 9ª rodada, recebe o Goiatuba. Por fim, Ronaldo falou sobre a “recepção” da torcida do Vila Nova após o clássico do último domingo (28).

Sequência de resultados ruins do Atlético-GO

Sabemos que início de temporada é sempre assim. Durante a competição, faremos alguns ajustes. O tempo de preparação é curto. Saíram muitos jogadores e também chegaram muitos jogadores. A adaptação é normal neste período, principalmente no início do ano. Acho que foi o primeiro ano no qual não conseguimos poupar jogadores. A gente vem de quatro jogos pesados. Além disso, eu falo muito que o nível do Campeonato Goiano tem melhorado a cada ano.

A gente vê a dificuldade que os times, principalmente do interior, têm dado às grandes equipes do Estado. Portanto, temos que ter muita cautela. Não podemos achar que está tudo errado, mas também não achar que está tudo certo. Precisamos ter um pouco de paciência. É claro que sabemos que o torcedor quer um resultado imediato, e isso faz parte. No entanto, a gente não pode trazer muito isso para a gente, porque não podemos colocar a ‘carroça à frente dos bois’, já que isso pode atrapalhar o nosso processo de evolução.

Mesmo vindo de dois resultados negativos, acredito que contra o Vila Nova, foi o jogo em que apresentamos o melhor futebol. Infelizmente, o resultado positivo acabou não vindo, mas há coisas boas a serem ressaltadas diante do resultado negativo. Temos que levar isso no decorrer da competição, até porque a 1ª fase do Campeonato Goiano é de tiro curto. No entanto, sabemos que tem as outras fases, e será muito importante continuar crescendo e evoluindo para alcançarmos o mais alto nível de performance.”

>>> Entre no nosso grupo de WhatApp e saiba tudo sobre o Dragão <<<

Ronaldo analisa os próximos jogos em casa e fala sobre o curto tempo de preparação entre uma partida e outra

Teremos três jogos agora em casa e, em seguida, outro contra o Goiânia, que também será em um estádio bom. Claro que tem as dificuldades dos times do interior para se ter uma manutenção ideal do gramado, de refletores, e isso faz parte. Em contrapartida, não podemos subestimar e achar que são três jogos em casa e que nós vamos ganhar os três com certa facilidade. Sabemos da qualidade do Anápolis.

No ano passado, eles dificultaram bastante a vida dos adversários no Campeonato Goiano e chegaram às semifinais de forma muito merecida. Inclusive, uma das nossas derrotas no Campeonato Goiano do ano passado para o Anápolis dentro de casa casa. Além disso, o time deles manteve uma base, o treinador é o mesmo. Dessa forma, sabemos que será uma batalha difícil, assim como todas as outras quatro partidas que teremos aqui em Goiânia. […] A gente tem pouco tempo para trabalhar.

Claro que, com os vídeos, a gente acaba consertando alguns detalhes. Temos visto a evolução da equipe, e isso virá naturalmente com resultados positivos. Portanto, a dificuldade dos jogos um atrás do outro, infelizmente, é o que o campeonato propõe. No entanto, não é desculpa, até porque isso é para todos os times. Todas as equipes estão tendo essa sequência também. Goiás, Vila Nova, Aparecidense, todos os times que estão disputando a elite do Campeonato Goiano dessa forma.

Goleiro responde sobre a “recepção” dos torcedores do Vila Nova após o clássico diante do Atlético-GO

A rivalidade fica ali dentro do campo. Às vezes, o futebol fica muito chato por essa questão de ódio, raiva, briga, ameaças. Para mim, acabou o jogo, fica ali no jogo. Fora de campo, eu sou o Ronaldo, pai de família, tenho minha esposa, tenho meus pais. Trato com muito carinho as pessoas. Essa rivalidade é natural, faz parte. Eu tenho o maior respeito por qualquer pessoa, ainda mais quando me trata bem, quando tem carinho. Você vê que é algo verdadeiro. Não tenho problema nenhum, independente de rivalidade, de camisa. Nós somos seres humanos. Além disso, nós jogadores somos exemplos para outras pessoas. Assim, a gente tem que cativar as pessoas com mensagem de paz, de carinho, de atenção. Isso é importante para todo mundo, apesar da rivalidade.”

https://batershopp.com.br/

1 Comentário

  1. 1 disse:

    It’ѕ haqrd tօο fnd welⅼ-informed people iin thuis
    partiular subject, һowever, yyou ѕeem liike yoou knw һаt
    you’re taling ɑbout! Τhanks

    Mʏ weeb site: 1

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast