Campeonato Goiano

Raio-x do Inhumas: técnico Gilberto Pereira revela dificuldades do atual campeão da Divisão de Acesso do Campeonato Goiano

Treinador elogiou o novo formato do Goianão

Por: Danyela Freitas 29/12/2022 21:21

Continuando a série de entrevistas exclusivas com os técnicos dos times goianos do Goianão de 2023, a equipe das Feras do Esporte, da BandNews, conversou com Gilberto Pereira. Atual campeão da Divisão de Acesso do Campeonato Goiano, o Inhumas chega embalado para a disputa da competição.

A partir disso, o treinador elogiou o novo formato do torneio (com todos os times se enfrentando) e também revelou as dificuldades do Inhumas. Por fim, Gilberto Pereira lamentou a situação e citou o clube como ‘patinho feio’ entre as equipes do interior.

Expectativas do Inhumas para o Campeonato Goiano

“ Eu tenho muita convocação do que eu quero, do que nós podemos, principalmente pela competitividade. Como o formato da competição nos dá a condição de confrontar todas as equipes na 1ª fase, eu almejo as posições iniciais, já que oito times se classificam. Obviamente, sei que será bem complexo, porque nossos adversários já estão lá há muito tempo.

EURODIESEL NOTICIA

O Inhumas, infelizmente, chegará no Campeonato Goiano com muitas dificuldades. No entanto, sabemos que essas dificuldades poderão ser superadas com um pouquinho de vontade e de entrega. […] Temos poucas datas para a competição. Os campeonatos estaduais estão cada vez mais se achatando. Eles não têm mais aquele atrativo.”

Gilberto Pereira fala de rivalidade entre clubes do interior e revela dificuldades do Inhumas

“ Há muitas equipes do interior que estão muito bem estruturadas. O Grêmio Anápolis, por exemplo, manteve seus profissionais em atividade mesmo sem calendário. Com isso, eles já têm uma base pronta. Inclusive, o Inhumas usou alguns dos atletas do Grêmio Anápolis. Além dele, o Iporá investe justamente no Campeonato estadual.

O Goianésia também vem batalhando. O Anápolis já tem uma comissão técnica montada há algum tempo. O CRAC tem um time formado. E nós seremos o ‘patinho feio’ da história. Nós perdemos todo o elenco. Além disso, até há alguns dias, não tínhamos nem orçamento para voltar às atividades. No entanto, não vamos ficar lamentando. Entramos no mercado.

Em resumo, estamos tendo um pouco de dificuldade de encontrar jogadores. Não temos um ‘produto’ acessível para vender para o atleta. Dessa forma, precisamos motivar o jogador para disputar o Campeonato Goiano, que, na minha opinião, é um dos melhores do Brasil.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast