Atlético-GO

Futebol pelo Brasil

Próximo adversário do Atlético-GO, Ceará poderá sofrer punições pelos episódios violentos do jogo contra Cuiabá; entenda

Próxima partida do Ceará é contra o Atlético-GO, que ocorre domingo (23), no Estádio Antônio Accioly pela 33ª rodada do Brasileirão

Por: Bruna Alves 17/10/2022 22:03

Após empate contra o Juventude, o Atlético-GO volta à campo no domingo (23), no Estádio Antônio Accioly. A partida será contra o Ceará, que foi protagonista dos últimos episódios de violência envolvendo torcedores no futebol. Devido ao ocorrido, o clube poderá sofrer algumas punições. Confira detalhes com as Feras do Esporte!

Neste domingo (16), ocorreu a partida entre Ceará e Cuiabá, onde o resultado do jogo poderia ajudar o Atlético Goianiense, em caso de empate ou derrota do time cearense. No segundo tempo da partida, mesmo jogando com um jogador a mais, o Ceará ficou atrás no placar após gol de Deyverson. Logo após, nos acréscimos, deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

Com isso, os torcedores do Vôzão protagonizaram cenas lamentáveis nas arquibancadas do Castelão, entrando em conflito e arremessando cadeiras. A polícia militar interviu com tiros de bala de borracha para dispersar a confusão e alguns torcedores invadiram o gramado para fugir da briga.

A situação se tornou mais grave quando alguns torcedores entraram em campo para agredir os jogadores, que correram para os vestiários. Por fim, o resultado da partida ajudou o Atlético-GO, que não aproveitou a chance de diminuir a distância para a possível saída do Z-4.

Possíveis penalidades para o próximo adversário do Atlético-GO

De acordo com o vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, o clube entrará com denúncia contra o Ceará por conta das confusões. O Cuiabá se sentiu prejudicado, apesar do empate, e brigará na justiça pelos três pontos na tabela. Baseado no Regulamento Geral de Competições da CBF, o clube responsável pelo encerramento antecipado da partida leva a derrota.

Por fim, em nota oficial, o clube Dourado mostra as informações da súmula, inseridas pelo árbitro Caio Max Augusto Vieira. Além disso, inseriu os artigos 19 e 20 do regulamento:

Art. 19 – Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa caso ocorra, pelo menos, um dos seguintes motivos: I – falta de segurança; II – mau estado do gramado, de modo que a partida se torne impraticável ou perigosa; III – falta de iluminação adequada; 16 IV – ausência de ambulância no estádio; V – conflitos ou distúrbios graves no campo ou no estádio; VI – procedimentos contrários à disciplina por parte dos componentes dos Clubes ou de suas torcidas; VII – fato extraordinário que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida.

Art. 20 – Quando a partida for suspensa por quaisquer dos motivos previstos no art. 19 deste RGC, assim se procederá após julgamento do processo correspondente pelo STJD: I – se o Clube que deu causa à suspensão da partida estava vencendo ou a partida estava empatada, tal Clube será declarado perdedor pelo escore de 3 a 0 (três a zero);”

“O Cuiabá EC espera que os fatos graves de ontem sejam apurados de forma profunda e que os responsáveis sejam punidos de forma enérgica e exemplar”, concluiu a nota.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast