Goiás

Jair Ventura é apresentado pelo Goiás e projeta: “Cada jogo é uma final de Copa do Mundo”

Treinador fará sua estreia no comando do Esmeraldino já neste sábado (14) em duelo contra o Palmeiras

Por: Danyela Freitas 14/04/2022 14:26

Nesta quinta-feira (14), o Goiás apresentou o técnico Jair Ventura. Entre seus trabalhos, o comandante, que já passou por Botafogo, Santos e Corinthians, ajudou o Juventude a fugir do rebaixamento em 2021. Além do treinador, Emerson Ávila (auxiliar técnico), Ednilson Sena (preparador físico) e Antônio Luiz (analista de desempenho) também chegam ao clube.

A saber, o técnico irá estrear no comando do clube já neste sábado (16), quando o Goiás enfrenta o Palmeiras em casa, pela 2ª rodada do Brasileirão. O time goiano ainda terá desfalques para o duelo. Por fim, confira a entrevista com as Feras do Esporte!

Jair Ventura quer dar mais espaço para garotos da base do Goiás

“Primeiramente, quero agradecer a oportunidade de trabalhar no Goiás. Era um desejo meu e hoje concretizamos. Estou muito feliz e motivado. Sei da grandeza do clube, que tem uma estrutura fantástica. […] Quando um treinador está em casa, tem como missão estudar todos os elencos dos times que ele possa vir a trabalhar. Por isso estou aqui, além da estrutura, também pelo elenco. Além disso, pode ter certeza de que, se eu não acreditasse nesse elenco, eu não estaria hoje aqui.

Não sou um técnico que pede a contratação de jogador. Assim, tento tirar o máximo do grupo, dos jogadores que estão aqui. Inclusive, tenho o rótulo de lançar jogos por todos os clubes que passei, de olhar para a base. Já pedi ao Harlei para eu poder assistir a um treino da equipe sub-20 do Goiás. Sendo assim, acredito que, em primeiro lugar, temos que olhar para dentro do clube antes de buscar reforços fora.

Treinador analisa momento do futebol e promete trabalho

[…] Fui auxiliar técnico por 10 anos, então aprendi muito. Eu trabalho como se o próximo jogo fosse o jogo da minha vida, como se fosse a minha Copa do Mundo. Com isso, temos que focar todas as nossas forças no próximo adversário. Cada jogo é uma final de Copa do Mundo. […] Numa Série A tão competitiva, se você não tiver organização e competitividade, vai ser muito difícil fazer o melhor campeonato possível. O futebol está cada vez mais intenso. […] Eu me sinto lisongeado por ter tido esse convite para trabalhar no Goiás. Sabemos que o futebol é feito de resultados. A gente conhece os jogadores no dia a dia, com jogos acontecendo. Com tempo e trabalho, as coisas vão acontecendo da melhor maneira. Assim, tenho certeza de que as coisas vão dar certo.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast