Atlético-GO

Dragão na bronca! Após protestos por parte da torcida, Gustavo Coutinho comenta cobrança e projeta próximo duelo do Atlético-GO

Artilheiro fala sobre a insatisfação com o momento ruim vivido pelo clube

Por: Júlia Laiany 10/06/2023 11:43

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta sexta-feira (9), Gustavo Coutinho falou sobre o próximo desafio do Rubro-Negro na segundona. A saber, o Dragão entra em campo contra o Ituano neste sábado (10), às 17h (horário de Brasília), em Itu. Assim, o time goiano visa se reeguer no torneio e espera voltar a vencer longe de seus domínios.

Ademais, o centroavante destacou a preparação do Atlético-GO para a partida que marca o processo de recuperação do clube na Série B, depois de cinco jogos sem saber o que é vitória. Por fim, o camisa 9 comentou os protestos realizados por alguns torcedores na última quinta-feira (8), que tiveram tom de cobrança e insatisfação pelos resultados e performances recentes.

EURODIESEL NOTICIA

>>> Entre no nosso grupo de WhatApp e saiba tudo sobre o Dragão <<<

Gustavo Coutinho projeta sequência do campeonato e jogo contra Ituano

Nada tranquiliza a gente mais do que o nosso trabalho. Temos trabalhado muito duro, muito firme. Sabemos que estamos atravessando um momento que todo time em algum momento, se não passou, vai passar. É um momento complicado, a gente sabe. […] Talvez venhamos mudar essa chave agora, porque ainda dá tempo, estamos perto do G-4 e dos times que estão ali brigando. São poucos jogos, ainda restam muitos, mas não podemos ficar deixando para depois. Tem que ser agora, tem que ser imediato.

Vamos para Itu para buscar uma vitória é para fazer o melhor jogo das nossas vidas. É uma oportunidade única para voltarmos a viver momentos bons aqui dentro.

Protestos e cobranças por parte da torcida

Eu não fui alvo [dos protestos], eu sou alvo. Porque quando você se refere a um companheiro meu, está se referindo ao Atlético, e quando se refere ao Atlético, está se referindo a mim. […] Nossa defesa começa no ataque e nosso ataque começa na defesa. […] Então, quando critica um ou dois da minha equipe, está me criticando diretamente, porque eu faço parte do plano defensivo.

Nenhum treinador hoje quer um centroavante que não marque, mesmo que a nossa função principal seja fazer o gol, seja colocar a bola pra dentro, coisa que não está acontecendo. Então, temos que procurar ajudar de alguma forma e eu vou fazer o meu máximo para nós melhorarmos nossa parte defensiva.

Porque quando se fala da parte defensiva, não é só o zagueiro e goleiro, eu faço parte, meus volantes e meia fazem parte da defensiva. […] Acredito que a torcida tenha o seu direito. Foram dois resultados muito insatisfeitos não só para a ela, mas para nós também. […] Então, a torcida tem todo seu direito, ela quer um time que ganhe […].

O que importa para a torcida é o resultado, sabemos disso e sabemos que estamos devendo muito nessa questão. A gente busca todos os dias trabalhar ao máximo para termos resultados melhores, para sairmos vitoriosos das partidas, ver a torcida satisfeita e nós satisfeitos também. Não gostamos de perder. […] Então, isso é ruim pra torcida e para a gente também. Por isso, queremos, com toda nossa força e vigor, conquistar as vitórias para voltarmos a viver momentos bons dentro do campeonato e do clube.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast