Futebol pelo Brasil

Goiás

Comandante do BEPE critica decisão do STJD, relembra brigas e alerta sobre perigo de duas torcidas em jogo entre Goiás x Corinthians: “há risco de confrontos”

A partida ocorre neste sábado (15), às 19h, em Goiânia

Por: Danyela Freitas 14/10/2022 13:50

Nesta sexta-feira (14), o Major Bezerra, do Batalhão de Polícia Militar de Eventos (BEPE) do Estado de Goiás, falou com exclusividade com as Feras do Esporte. A saber, após o Corinthians conseguir liminar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), torcedores alvinegros poderão comparecer ao Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia. No entanto, o subcomandante alertou sobre os perigos de duas torcidas na partida entre Goiás x Corinthians.

Major Bezerra, do BEPE, avalia situação e alerta sobre perigos no jogo entre Goiás x Corinthians por conta das duas torcidas

A análise que nós fazermos é técnica. Assim, do ponto de vista da segurança pública, da proteção das famílias e dos torcedores, o ideal seria torcida única por conta do estoque de confrontos das duas torcidas. Inclusive, no jogo entre os clubes, no 1º turno do Brasileirão, houve confronto na cidade de São Paulo. Na ocasião, a torcida da Gaviões da Fiel emboscou a Torcida Jovem do Goiás antes de chegar ao estádio.

Com isso, travaram uma batalha campal. Dessa forma, foi necessária a intervenção da Polícia Militar do Estado de São Paulo, utilizando muita força e muito efetivo. A partir disso, nós produzimos um relatório técnico e encaminhamos o material ao Ministério Público do Estado de Goiás. Assim, solicitamos uma recomendação para que o jogo entre Goiás x Corinthians fosse com torcida única para previnir que eventos de violência acontecessem aqui em Goiânia assim como aconteceu em São Paulo.

Em seguida, o MPGO atendeu a nossa solicitação e fez a recomendação à CBF, que notificou o clube e as Federações para que o jogo fosse com torcida única. No entanto, o Corinthians, que é um clube muito grande, muito forte, inclusive politicamente, entrou com uma medida judicial no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) Com isso, solicitou que a decisão da CBF fosse quebrada.

Com isso, fomos surpreendidos no final da tarde de quinta-feira (13) com a liminar voltando o jogo para duas torcidas. Posso garantir que, para nós do policiamento, não terá nenhum prejuízo, porque nosso planejamento é muito arrojado e já estávamos prevendo essa possibilidade de duas torcidas.

No entanto, quem perde com isso serão as famílias e os torcedores de bem, que vão ao estádio única e exclusivamente para ver o espetáculo, mas que terão que lidar com essa situação de rivalidade entre torcidas organizadas que vão para brigar. Nós lamentemos essa decisão. Porém, podemos garantir que a Polícia Militar entrará em peso para poder fazer a segurança dos cidadãos de bem. De toda forma, temos que orientar que há risco de confronto entre as torcidas.”

EURODIESEL NOTICIA

BEPE revela organização para evitar confrontos antes do jogo

Estamos em contato com a torcida organizada do Corinthians para realizarmos a escolta deles muito antes deles chegarem a Goiânia. Assim, impediremos que eles caiam em emboscadas, como aconteceu com a Força Jovem em São Paulo. Ou seja, o BEPE vem tomando todas as medidas de prevenção para que não ocorra violência neste evento.”

Repórter André Rodrigues, das Feras do Esporte, trouxe motivos para a não haver duas torcidas na partida deste sábado (15), entre Goiás x Corinthians. Confira:

  1. Falta de tempo hábil para alteração do plano de ação da partida;
  2. venda já iniciada do setor 3, onde a torcida visitante normalmente fica, para torcedores do Goiás;
  3. descumprimento do regulamento geral de competições da CBF. (De acordo com o regulamento, o fornecimento de ingressos para visitante deve ser solicitado ao mandante com, no mínimo, 72 horas de antecedência);
  4. a recomendação do Ministério Público de Goiás (MPGO), que não fala de problemas no Estádio Hailé Pinheiro, e sim problemas externos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast