Atlético-GO

Com poucas chances de recuperação na tabela, presidente do Atlético-GO fala sobre próximos passos do clube, elogia atuação do goleiro e mais; confira detalhes da coletiva

Confira com detalhes a coletiva pós-jogo!

Por: Bruna Alves 06/11/2022 20:11

Após empate contra o Fortaleza, o Atlético-GO vê a situação na Série A se agravar. O presidente Adson Batista concedeu entrevista coletiva após o jogo e deu mais detalhes sobre os próximos passos do clube. Confira com as Feras do Esporte!

Entrevista coletiva com presidente do Atlético-GO

Adson deu início a coletiva respondendo se com o resultado, ele dá início aos planejamentos para a Série B do ano que vem. De acordo com o dirigente, não pode se precipitar, pois tudo é possível no futebol e as coisas podem mudar nos últimos jogos. Ressaltou que o Atlético-GO fez boa partida, apesar da pressão e estádio lotado e que mereceu ganhar o jogo.

Luiz Fernando foi expulso no segundo tempo da partida após reclamação, e Adson Batista afirmou que o emocional do jogador deve ser trabalhado e controlado, para evitar exaltações como na partida deste domingo. Elogiou o jogador, mas disse que sua atitude na partida prejudicou o time.

Em seguida, Adson Batista falou do possível interesse de outros clubes em alguns jogadores destaque no clube, como Dudu, Rato e Baralhas. Para ‘segurá-los’, deixou claro que o clube possui contrato com os três e que para haver mudanças como compra e venda, o Atlético terá que ser ‘compensado’ para investir em outros jogadores de alto nível.

Dirigente elogia participação de Diego Loureiro

O dirigente elogiou a boa participação de Diego Loureiro, que substituiu Renan, pois o goleiro permaneceu em Goiânia após sentir desconforto muscular no treino de sexta-feira (4).

“Gostei da participação do goleiro. Fez uma boa partida, mostra que é um jogador que pode pensar em ficar aqui ano que vem. Goleiro precisa te passar tranquilidade, ser frio, tranquilo, é a última bola. Gostei, preencheu o gol, com bons fundamentos, né? Num momento desse que você conhece o jogador, na hora da pressão, do cara mostrar personalidade e coragem foi o que eu senti nele hoje.”

Logo após, Adson falou sobre a possível escolha do técnico para a próxima temporada, já que Eduardo Souza não pretende ficar na equipe. Sobre isso, o presidente deixou claro que para escolher, é necessário saber em qual divisão o clube estará, e que tudo é incerto. Elogiou a atuação do técnico interino e relembrou as dificuldades enfrentadas pela equipe, desde lesões a distribuição de renda desigual comparada a equipes ‘maiores’, do eixo.

“Logicamente se a gente realmente consolidar o descenso, o Atlético vai brigar pra voltar, o Atlético sabe fazer essa competição, tem hoje uma torcida consolidada, que vai abraçar o time. Porque quem ama Atlético vai ser Atlético a vida inteira. E nós todos pensamos assim. Então o torcedor sabe que esses momentos podem acontecer como toda equipe. Principalmente clubes emergentes”, falou sobre o ‘ânimo’ de jogadores e torcedores em relação ao possível rebaixamento.

Adson fala sobre rendimento de Marlon Freitas

Por fim, Adson falou sobre Marlon Freitas, que não fez boa partida contra o Fortaleza. Após o jogador entrar em campo, notou-se a queda de rendimento da equipe. William Maranhão tomou cartão amarelo na partida e com isso, Eduardo Souza precisou fazer algumas mudanças, como inserir o jogador em campo. O dirigente relembrou que Marlon possui pré-contrato com o Botafogo, e por isso, é mais cauteloso em seus jogos, evitando possíveis lesões e quebra de contrato.

Com a situação, o presidente do Atlético-GO relembrou possíveis pautas a serem melhoradas na câmara, em relação ao futebol e jogadores. “Qualquer coisinha que vai tentar melhorar a legislação pros clubes, pra poder melhorar até pros atletas, o jogador começa a por a ‘mãozinha na boca’, fazer protesto e os políticos do Brasil a maioria é tudo pipoqueiro, né? Eles tem medo de STF, eles tem medo de tudo, isso nós não temos políticos que tenha coragem e a condição de enfrentar pra melhorar em todos os sentidos as leis desse país”, finalizou.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast