Atlético-GO

Atlético-GO tem três desfalques para clássico contra Goiás; confira

Com as baixas confirmadas, volante Edson continua como titular da zaga

Por: Danyela Freitas 24/03/2022 19:46

Antes de mais nada, neste sábado (26), pelo primeiro duelo da final do Campeonato Goiano de 2022, o Atlético-GO encara o Goiás. No entanto, o Dragão não contará com três jogadores para a partida, de acordo com o repórter Felipe André, das Feras do Esporte.

Em resumo, o zagueiro Ramon Menezes é o principal desfalque. O defensor teve um estiramento na coxa e não se recuperará a tempo para este jogo. No entanto, o departamento médico do Atlético-GO trabalha para que o atleta volte para a partida de volta. Mesmo assim, ainda é dúvida até mesmo para o próximo duelo.

Além dele, o atacante Leandro Barcia também teve um estiramento, mas no adutor. Sendo assim, continua fora. Por fim, na última quarta-feira (23), com reservas, não relacionados e alguns garotos da base, o Dragão realizou jogo-treino contra a Aparecidense, do técnico Eduardo Souza.

Nessa atividade, o lateral-esquerdo Jefferson sentiu um incômodo e precisou ser substituído. Em suma, o atleta teve fadiga muscular na coxa esquerda. Dos três desfalques do Dragão, somente Ramon Menezes integrava o time titular. Sendo assim, Edson continuará na zaga.

Além disso, na última atividade da equipe antes do jogo, o atacante Léo Pereira sentiu um desconforto. Sendo assim, é dúvida no time titular. Caso não se recupere, Airton ficará com vaga no ataque.

Retrospecto de Goiás x Atlético-GO

De acordo com o site Futebol de Goyaz, os dois times se enfrentaram 304 vezes. Assim, o Verdão triunfou em 119 disputas. Enquanto isso, o Dragão venceu 103 jogos. Além disso, ocorreram 82 empates. Por fim, quanto ao número de gols, o Goiás também leva a melhor em cima do Atlético-GO: 415 contra 382.

https://batershopp.com.br/

Volante Edson falou sobre sua nova posição no time, como zagueiro

“Em suma, minha posição de origem é volante. No entanto, como falei para o Ramon Menezes, quando ele se machucou durante o jogo, e para o Umberto Louzer, como ele tinha optado por mim na substituição, eu estaria apto para poder ajudar a equipe. Dessa forma, tem momento na carreira da gente em que a gente não pode ter vaidade e escolher posição ou onde vai jogar. Portanto, se é uma posição que me incomoda, automaticamente vou falar para o Louzer que me incomoda, porque não me sinto bem ali. Por fim, se o clube precisar [de zagueiro], eu estarei apto para ajudar a equipe. O mais importante é que deu tudo certo e que a gente conseguiu se classificar. Sendo assim, agora, iremos fortes para poder brigar pelo título.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast