Atlético-GO

Atlético-GO tem superávit de mais de R$ 30 milhões em 2021; diretor administrativo do Dragão revela ‘segredo’

Saiba todos os detalhes!

Por: Danyela Freitas 29/04/2022 16:31

Antes de mais nada, o Atlético-GO registrou os números do exercício financeiro do clube no ano de 2021. A saber, a instituição teve um superávit de R$ 30,7 milhões. Em resumo, a permanência na elite do futebol brasileiro em dois anos seguidos foi um dos motivos principais para a obtenção do alto valor. 

A partir disso, em entrevista exclusiva ao repórter Felipe André, das Feras do Esporte, Marcos Egídio, diretor administrativo e advogado do Atlético-GO, analisou os bons números do clube. Além disso, o mandatário citou que um dos ‘segredos’ para conseguir o superávit, inclusive para disputar a Sul-Americana: “pensar com antecedência”.

“Primeiramente, o Atlético-GO teve um orçamento robusto, mas não foi somente em função do ano atípico. Foi também em função de vários fatores, como a permanência de dois anos seguidos na Série A. Portanto, são acumulações de duas receitas, de duas premiações por performance. Sendo assim, isso nos deu uma margem muito grande em relação a anos anteriores. No entanto, não aconteceu somente com o Atlético. Todos os clubes que estiveram na Série A também tiveram dificuldades entre 2019 e 2020 com a pandemia. Assim, em 2021, tivemos duas receitas. Então, estamos num caminho muito bom. Além disso, essas as receitas foram guardadas para o ano de 2022, que é quando a gente espera realmente fazer um campeonato melhor ainda.”

https://batershopp.com.br/

Superávit tem ajudado o Atlético-GO na Sul-Americana

“Quando você entra em um ano com caixa positivo, é muito bom para o clube porque não tem que tomar empréstimo nem fazer antecipação de receitas. A saber, esse dinheiro fica guardado, como está desde janeiro. Isso nos dá uma tranquilidade. Por exemplo, participando da Sul-Americana, já gastamos quase R$ 3 milhões e não recebemos nem um real ainda. No entanto, tínhamos o dinheiro em caixa e não foi necessário recorrer a nenhuma instituição bancária nem à CBF nem à Globo pegar dinheiro antecipado. Portanto, pretendemos continuar trabalhando isso como fizemos no ano passada, sem antecipação de receitas”, explicou Marcos Egídio.

Diretor financeiro revela ‘segredo’ do superávit

“A gente pensa realmente com antecedência. No orçamento de 2020 para 2021, a gente esperava que ia ter um superávit grande em função da premiação no início do ano. Em resumo, tivemos um superávit no ano passado, no fechamento de 2020, de R$ 2,6 milhões. Para nós, foi uma conquista muito grande, porque vínhamos de uma Série B com um déficit muito acumulado. Ultrapassamos a pandemia toda e ter um superávit de acima de 10% em relação ao anterior. […] Entre abril e maio do ano passado, fazíamos uma previsão de chegar a três vezes daquele superávit, aproximadamente R$ 10 milhões. Contudo, isso foi tão acima que foi três vezes mais do que esperávamos.

Por outro lado, neste ano, já fazemos uma previsão menor, porque não vamos ter duas receitas de Séria A no mesmo ano. De toda forma, creio que talvez a gente não consiga chegar nem à metade do que a gente chegou no ano. Ao menos que conquistemos a Sul-Americana ou uma vaga na Libertadores, aí sim poderíamos ter um superávit parecido. No entanto, trabalhamos com a previsão pela manutenção na Série A, o que é mais importante hoje, iremos reduzir bastante nosso superávit. Desde que termine no positivo no final do ano, não tem problema.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast