Aparecidense

Atlético-GO

Campeonato Goiano

Após derrota para Aparecidense, presidente do Atlético-GO pede calma, promete reforços e explica queda de rendimento no 2º tempo: “jogadores se cansaram”

Na noite da última quarta-feira (24), o Dragão foi derrotado pela Aparecidense, fora de casa, na 3ª rodada do Campeonato Goiano. A partir disso, o presidente do Atlético-GO fez uma análise da partida e destacou o cansaço de alguns jogadores, mas garantiu que não é preciso de desespero. Além disso, Adson Batista prometeu a chegada […]

Por: Danyela Freitas 25/01/2024 11:15

Na noite da última quarta-feira (24), o Dragão foi derrotado pela Aparecidense, fora de casa, na 3ª rodada do Campeonato Goiano. A partir disso, o presidente do Atlético-GO fez uma análise da partida e destacou o cansaço de alguns jogadores, mas garantiu que não é preciso de desespero.

EURODIESEL NOTICIA

Além disso, Adson Batista prometeu a chegada de reforços. Em seguida, o presidente do Atlético falou sobre a arbitragem. A saber, na próxima rodada, neste domingo (28), às 16h, o Dragão visita o Vila Nova em mais um clássico pelo Goianão. Confira com as Feras do Esporte!

Adson Batista analisa jogo entre Aparecidense x Atlético-GO

Não adianta ter desespero agora. Precisamos ter calma. Temos que crescer taticamente. Eu gostei do time no 1º tempo. O jogo todo foi muito disputado. No entanto, o Roni, que foi um dos melhores em campo no 1º tempo, ficou cansado e demorou a sair. Além dele, o Maguinho e o Guilherme Romão também se cansaram. Com isso, nós recuamos. O jogo foi muito corrido, com o campo muito pesado, mas eu não perco a confiança no Atlético. Tomamos dois gols que normalmente não tomamos. Portanto, não precisa se desesperar.

O Atlético está no caminho certo. Vai trabalhar e mais reforços vão chegar. Não é porque perdeu um jogo num dia atípico, de campo muito pesado, com dois tempos distintos, que o jogador não presta.

Eu só não gosto quando jogador não entra com vontade, não entra no ritmo dos outros. Em resumo, a Aparecidense foi mais competitiva no 2º tempo, conseguiu ganhar o jogo, ganhar algumas divididas, teve um espaço ali no meio-campo. Gostei da entrada do Thiago Medeiros. Entretanto, infelizmente, tivemos as atrapalhadas da arbitragem. O 4º árbitro autorizou o Thiago entrar antes, aí ele tomou um amarelo.

Depois, tomou o segundo amarelo, e o árbitro esqueceu. foi avisado pelo jogador da Aparecidense. Isso é outra coisa que a Federação Goiana de Futebol (FGF) tem que corrigir. Precisa ter profissionais de bom nível para a gente melhorar. Quanto ao Atlético, estamos no caminho certo. É só fazer uma leitura mais rápida, porque teve dois, três jogadores que se cansaram, mas tudo dentro da normalidade.

Eu acredito no time. Jogamos um 1º tempo muito bom, porém, no 2º tempo, o time se cansou e por isso perdemos o jogo. […] Foi um jogo muito difícil. Gostei muito do Roni e do Maguinho. Gostei do time em si. Não aponto nenhum jogador abaixo. Contudo, no 2º tempo, alguns jogadores se cansaram. Com isso, pagamos o preço. […] Tranquilo. Não tem desespero.”

>>> Entre no nosso grupo de WhatApp e saiba tudo sobre o Dragão <<<

Presidente do Atlético-GO responde sobre arbitragem para o clássico diante do Vila Nova

A gente quer que a Federação tenha percepção do momento. Tudo é momento. A gente vem de uma Série B muito desgastante com Vila Nova, todo mundo buscando seu espaço, o que é normal, mas é pesado. Assim, precisa de um árbitro experiente, capaz, que não vá em ‘gritinho’ de arbitragem, que não amarre o jogo. Contra a Aparecidense, eu vi aqui o árbitro dando uma esculachada desnecessária no Jair Ventura. Tem que conversar de maneira respeitosa. Eu vejo que, na final de Campeonato Goiano, é preciso trazer árbitro de fora, porque é isento, fica até mais positivo. […] Espero que a Federação tenha sabedoria, tranquilidade e noção.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast