Atlético-GO

Adson Batista fala de ‘ansiedade’ contra Antofagasta e revela conversa para retorno do técnico Jorginho: “entendemos que vaidade não é importante”

Jorginho reestreia no comando do Dragão neste sábado (21) em duelo contra o Coritiba pelo Brasileirão

Por: Danyela Freitas 18/05/2022 01:06

Na noite desta terça-feira (17), o Dragão superou o Antofagasta, pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. Com isso, Adson Batista citou ‘ansiedade’ dos jogadores e analisou a atuação do time. Além disso, o presidente do Atlético-GO revelou a conversa que teve com o técnico Jorginho após saída do treinador da equipe goiana. Confira com as Feras do Esporte!

“Senti o nosso time muito ansioso. Correu muito e, às vezes, correu de uma maneira até errada. Muita ansiedade. Talvez o jogadores mais lúcidos tenham sido o Ronaldo, que vem crescendo jogo a jogo, e o Jorginho. Em resumo, poderíamos ter mais o controle do jogo. Criou muito, mas não conseguiu definir a partida. Entretanto, com a chegada do técnico Jorginho, acredito que possamos, com a experiência dele, ter um equilíbrio maior.

Vi muitos jogadores correndo muito, mas pensando pouco. Isso me preocupou. […] O Churín não foi bem. Em outros jogos, ele entrou e foi bem, mas não foi bem contra o Antofagasta. A ansiedade foi, em certos momentos, até preocupante. Falei para os jogadores que eram para eles fazerem um bom jogo para deixarem uma boa impressão para o novo treinador. Por fim, o importante é que somamos três pontos.”

EURODIESEL NOTICIA

Adson Batista fala do retorno do técnico Jorginho

“Primeiramente, a maior vaidade que eu tenho se chama Atlético-GO. Assim, eu quero o melhor para o clube. O Jorginho é um cara experiente, que tem nossa admiração e a dos atletas. Às vezes, tenho que ter posicionamento firme e, muitas vezes, isso incomoda. No ano passado, quando fomos jogar contra o Cuiabá, que, até então era comandado pelo Jorginho, ele me procurou e falou que gostaria de trabalhar novamente no Atlético por entender que o clube tem uma grande estrutura. Além disso, ele me falou que eu fui um dos melhores gestores com o qual ele já trabalhou. Sendo assim, eu e o Jorginho fomos superiores aos problemas. De cabeça fria, entendemos que vaidade não é importante.”

1 Comentário

  1. José Fernandes queiroz disse:

    Churim é ruim mesmo.jorgim um bom treinador para sério B.Adsom atlético têm condições d montar um elenco melhor.

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

AGIPLAN
podcast