Campeonato Goiano

Futebol pelo Brasil

Vila Nova

Luciano Naninho comenta sobre a preparação do Vila Nova para enfrentar o Anápolis; confira detalhes

O jogador foi um dos destaques no Tigre no confronto contra o Goiatuba, na 1ª rodada da competição

Por: Renata Akutsu 19/01/2024 18:57

O próximo desafio do Vila Nova no Campeonato Goiano 2024 é fora de casa. O Tigrão vai enfrentar o Anápolis, no Estádio Jonas Duarte. O confronto acontece no próximo sábado (20), a partir das 16h.

Acerca do jogo, Luciano Naninho comentou sobre a preparação para a partida. Portanto, confira todos os detalhes com as Feras do Esporte!

>>>>> Entre no nosso grupo de WhatsApp e saiba tudo sobre o Tigre <<<<<

Acerca do porte físico e da preparação para a temporada de 2024, o jogador do Vila Nova comentou: 

“O atleta tem que sempre melhorar. Eu achei que eu precisava melhorar um pouco mais para ficar mais dinâmico. Eu me sentia bem da forma que eu estava, mas quando há necessidade de melhorar para ajudar a equipe, para até desenvolver melhor como atleta, a gente tem que fazer. E foi isso que eu fiz, e sigo melhorando. Acho que não estou na minha melhor versão, ainda”.

Além disso, sobre o próprio desempenho na partida entre Vila Nova x Goiatuba, ele ressaltou: 

“Por mais que pareça individual o meu estilo de jogo, eu sou muito coletivo, então se eu fui bem eu não trago para mim 100% do êxito. Eu acredito que a equipe inteira foi muito bem. A gente não teve um amistoso na pré-temporada e se saiu muito bem coletivamente. E quando o coletivo funciona, individualmente fica mais fácil para você se destacar. […] É sempre bom, em alto nível, você ter a pressão de ter que melhorar, ter que jogar bem, ter que ajudar a equipe, e eu nunca fugi disso”.

Já sobre a falta de oportunidades no ano passado, Naninho completou: 

“Eu acho que ano passado, quando eu cheguei, o time já estava encaixado, iniciou muito bem o campeonato e se manteve. Não foi à toa que a gente chegou até a última rodada brigando pelo acesso. Eu acredito que a minha situação é algo normal no futebol. Tem vezes que o atleta chega e encaixa rápido, eu precisei de um tempo mais de adaptação, de entender como é que funciona o time.

Não fujo da minha responsabilidade. Eu acredito que poderia fazer mais, poderia ter ajudado mais, poderia ter mais oportunidades. Mas não aconteceu. Acredito também que seria muito bom ter conclusão nas jogadas que eu pude fazer, nas vezes que eu entrei”.

Por fim, o jogador comentou sobre a preparação para o confronto entre Anápolis x Vila Nova: 

“O Higo já deixou a gente bem ciente que é um jogo muito difícil. A gente aqui tem o costume de manter o pé no chão, não pensar no jogo após e sim manter nosso foco no jogo atua. Ele já nos alertou da dificuldade que sempre foi jogar contra o Anápolis. Vai ser a minha primeira partida contra eles, mas já estou bem instruído sobre a dificuldade do jogo, e a gente vai manter o que a gente vem fazendo, evoluindo, porque a gente sabe da dificuldade.

Agora descansar é o mais importante, recuperar bem, se cuidar. E a gente acredita muito que a nossa pré-temporada foi proveitosa. A gente já sabia que o espaço de trabalho ia ser curto durante a competição, então a gente aproveitou todos os momentos que a gente podia durante a pré-temporada. Eu acho que a gente chega pronto como qualquer outro time, mas pronto também para evoluir dentro da competição”.

1 Comentário

  1. Temp Mail disse:

    certainly like your website but you need to take a look at the spelling on quite a few of your posts Many of them are rife with spelling problems and I find it very troublesome to inform the reality nevertheless I will definitely come back again

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast