Copa Verde

Futebol pelo Brasil

Vila Nova

Márcio Fernandes avalia classificação na Copa Verde, em cima do Goiás, e comenta próximo desafio do Vila Nova: a semifinal do Goianão 2024

O Tigrão entra em campo, na Competição estadual, na quarta-feira (27)

Por: Renata Akutsu 25/03/2024 16:43

Na noite do último domingo (24), o Vila Nova empatou com o Goiás, na Serrinha, e garantiu a vaga para a semifinal da Copa Verde 2024. A saber, este foi o 2º jogo do técnico Márcio Fernandes nesta volta ao time colorado. Acerca do retorno, o profissional comentou: “se fosse um outro time, talvez eu não aceitaria […] O Vila não é uma contratação, é uma convocação. Então quando eu fui convocado, eu vim de corpo e alma para fazer o meu melhor pelo clube”.

Márcio Fernandes ainda comentou sobre a chegada ao clube colorado e o pouco tempo de treinamento com a equipe, para as decisões da Copa Verde: “não é fácil você chegar, pegar um grupo com pouco tempo para imaginar o que você quer, e fazer os jogadores acreditarem nessa proposta”. Sendo assim, ele garantiu que vem se dedicando muito para desenvolver o elenco do Tigrão: “trabalho 24 horas por dia dentro do Vila. Eu chego muito cedo e saio só a noite”.

Na sequência, o técnico destacou a atuação da equipe no clássico: “essa foi uma vitória de superação. Os jogadores estão de parabéns. A gente vem jogando finais e isso requer um lado psicológico muito grande”. Contudo, apesar de reconhecer o grande feito que foi a classificação para a semifinal da competição, Márcio Fernandes destaca: “não ganhamos nada ainda”.

Já sobre a desempenho na partida, o treinador afirmou que o gol marcado pelo Vila Nova foi trabalhado inúmeras vezes nos treinos: “e no jogo nós tivemos dois lances iguais”. Além disso, ele destacou: “nós não demos nenhuma chance [ao Goiás], a não ser uma falha que a gente cometeu no posicionamento de uma bola parada, no qual levamos o gol”.

Sendo assim, ele completa: “fora isso, não sofremos nenhum abalo como no 1º jogo. A gente corrigiu [os problemas], e hoje as melhores chances do jogo foram nossas”. Por fim, ele ainda ressaltou: “não é fácil trabalhar contra uma equipe dirigida pelo Zé Ricardo, que é um grande profissional, um treinador acima da média”.

>>> Entre no nosso grupo de WhatsApp e saiba tudo sobre o Vila Nova <<<

Campeonato Goiano

A saber, o Vila Nova enfrenta a Aparecidense, na próxima quarta-feira (27), pela semifinal do Goianão. Em resumo, a Cidinha venceu o 1º jogo por 2 x 0, no Estádio Annibal Batista de Toledo. Portanto, pensando no confronto, o técnico ressaltou: “é uma situação um pouco mais difícil, porque nós estamos em desvantagem. Nós temos que reverter isso”. Contudo, Márcio garantiu: “nós temos uma coisa a nosso favor: a nossa torcida”.

Além disso, ele destacou que o desgaste dos jogadores é grande, principalmente porque o Vila Nova vem de uma grande sequência de decisões. No entanto, Márcio Fernandes garante: “a gente trabalha com grandes profissionais, então eles sabem da importância do repouso, do descanso e da alimentação”. Sendo assim, a preparação para o confronto contra a Cidinha vai depender da condição dos jogadores, “e a partir daí montar a equipe, baseada no que a gente precisa contra a Aparecidense“, afirmou o técnico.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast