Campeonato Goiano

Copa Verde

Futebol pelo Brasil

Vila Nova

Hugo Jorge Bravo rebate críticas sobre contratação de Márcio Fernandes como novo técnico do Vila Nova: “é uma ingratidão gigante”

O 1º desafio do profissional é o clássico contra o Goiás na próxima quarta-feira (20)

Por: Renata Akutsu 18/03/2024 23:33

Na noite desta segunda-feira (18), Márcio Fernandes foi apresentado como novo técnico do Vila Nova. O profissional chega para ocupar a vaga de Higo Magalhães que foi demitido após a derrota para a Aparecidense, no último sábado (16).

O presidente do Tigrão, Hugo Jorge Bravo, comentou que o treinador atendeu prontamente o chamado do time colorado: “porque sabe que é um clube vencedor. Nas vezes que ele veio aqui, deixou boas conquistas. Ele sabe o caminho da vitória aqui dentro”. Em resumo, o profissional foi Campeão Brasileiro da Série C, com o Vila Nova, em duas oportunidades: em 2015 e 2020.

Pensando no contrato do novo técnico, o presidente afirmou: “quem vai dizer o tempo do contrato são os resultados, a realidade hoje é essa”. Além disso, o profissional ainda garantiu que o clube esta focado em fazer uma boa campanha na Copa Verde, e também reverter a vantagem que a Aparecidense abriu na semifinal do Goianão 2024.

Acerca da mudança de técnico, Hugo ainda destacou “entendemos ser o momento em que  a gente precisa de um novo ritmo aqui dentro para conquistar os nossos objetivos”. Ademais, o presidente questionou as críticas que a contratação do técnico Márcio Fernandes está recebendo: “o treinador venceu todos os campeonatos que ele disputou, e ainda tem gente que ousa criticar. […] Eu só tenho coisa boa para falar do Márcio. E muito me admira o vilanovense que critica ele aqui. É uma ingratidão gigante”.

Conversa com os jogadores 

O presidente ainda destacou, que após a derrota para a Aparecidense, ele conversou com o elenco do Vila Nova. “Não competimos, não encarnamos aquela decisão. Talvez porque doze jogos sem perder gera uma soberba. Mas o futebol não é assim. Futebol é competição, ainda mais aqui no Vila Nova“, concluiu o profissional.

Além disso, Hugo continuou: “nem na pelada que eu jogo nós tomamos dois gols daquele jeito, com todo respeito ao adversário que mereceu ganhar. O dois a zero ficou barato para nós. […] Quando levantou a plaquinha com sete [minutos de acréscimos] eu dei Graças a Deus. Eu estava com medo de tomar o 3º, do tanto que estávamos insolentes em campo, irreconhecíveis”. Sendo assim, ele afirma: “esse não é o Vila Nova“.

Por fim, o presidente concluiu: “Nós temos que ser coerentes e realistas, e entender que a figura do treinador é a 1ª corda que arrebenta nessa relação. Mas nós temos que entender que quando o treinador caí, é porque tem culpa de muita gente envolvida nisso ai”.

>>>>> Entre no nosso grupo de WhatsApp e saiba tudo sobre o Vila Nova <<<<<

3 Comentários

  1. Antônio Pereira dos Santos disse:

    O mesmo blá blá de sempre o torcedor quer atitudes diferentes chega de tanta mesmisse, a torcida Vilanovense merece respeito..

  2. Sebastião José dos Santos disse:

    Eu sinceramente não entendo o nosso glorioso presidente, faltando que esse técnico ganhou dois títulos de série C pense grande amigo, série C e título que ninguém fala nunca ouvi o Adson Batista falar nesse glorioso título, temos que contratar é técnico que já subiu várias vezes times da B para C tenha piedade de nós….

  3. Ilvioquintino@yahoo.com.br disse:

    Ponhe dinheiro no vila que.o presidente vai trazer o melhor treinador do planeta o vila e um time probre

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast