Por: Danyela Freitas Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).

As primeiras 24 horas em Assunção

Antes de começar a relatar os meus primeiros passos em Assunção-PAR, gostaria de agradecer a confiança das Feras do Esporte neste desafio de estar lado a lado com o Atlético-GO na Sul-Americana. Minha viagem começou, é claro, em Goiânia. Após a cobertura da partida do Dragão contra o Ceará, tive pouco tempo para ir em […]

Publicado em: 28/06/2022 14:58

Antes de começar a relatar os meus primeiros passos em Assunção-PAR, gostaria de agradecer a confiança das Feras do Esporte neste desafio de estar lado a lado com o Atlético-GO na Sul-Americana. Minha viagem começou, é claro, em Goiânia. Após a cobertura da partida do Dragão contra o Ceará, tive pouco tempo para ir em casa, pegar minha mala e ir para o Aeroporto, onde deixei a capital por volta das 3h10 da madrugada. Após chegar em Guarulhos, mais uma espera, onde a companhia trocou o portão do embarque e vi apenas minutos antes, mas nada que me atrapalhou.

EURODIESEL NOTICIA

Durante o embarque, vi diversos torcedores do Palmeiras que vieram para ver o duelo entre Cerro Porteño e o clube paulista, no estádio La Olla, nesta quarta (29). Conversei com alguns no desembarque, já em Assunção, e muitos se mostraram abertos a possibilidade aproveitar também para assistir o jogo do Atlético-GO diante do Olimpia. Assim que cheguei na capital, após gravar com o Cleon Dias, torcedor do rubro-negro que esteve no mesmo voo do que eu, cambiei parte do dinheiro para Guaraní Paraguaio e então fui para o hotel.

Felipe André - Paraguai

Repórter Felipe André – Paraguai

Quem acompanhou a minha participação no Nossa Área, eu já havia mostrado o primeiro panorama aqui, mas é um bom hotel, com pessoas bem hospitaleiras, que fizeram esforço para me entender. Falar em espanhol para coisas cotidianas se mostrou mais complicado do que quando o assunto é futebol, existem algumas “pegadinhas” para pedir almoço, janta e tudo mais.

Após almoçar e guardar algumas coisas no hotel, já fui direto atrás de resolver algumas questões de equipamento, como por exemplo a internet. Após uma longa procura e burocracia, consegui dois chips, para colocar internet, um para o meu uso, já que meu chip do Brasil não tem funcionalidade aqui, e outro para a transmissão da partida de quinta-feira. Ambos funcionando perfeitamente até o momento em que escrevo esse texto.

Museu do Futebol Sul-Americano

Museu do Futebol Sul-Americano – Paraguai

Parei para lanchar próximo a uma faculdade de Medicina aqui em Assunção, que conta com diversos brasileiros, inclusive o local é comandado por brasileiros. Após uma rápida passagem pelo shopping Mariano (ainda a respeito do chip), parei para ver algumas camisetas dos times locais e os preços apenas em dolares. A camisa de jogo nova do Olimpia custa $ 80, não quis nem fazer a conversão para ver o valor em reais na hora.

Retornei para o hotel, onde fui finalmente descansar, após um dia inteiro com menos de 4 horas de sono, já que dormi apenas na viagem. Pela manhã desta terça-feira (28), comecei cedo as participações na Rádio Bandeirantes com as Feras do Esporte, já que aqui é uma hora a menos no fuso horário. Caminhei até a sede da Conmebol, que fica pouco mais de 1km do hotel em que estou, para entrar ao vivo diretamente do Museu do Futebol Sul-Americano, e também passei na frente do hotel Bourbon, onde o Atlético-GO ficará hospedado e do Campo da Conmebol, onde o Dragão vai treinar antes da partida contra o Olimpia. Encerro esse texto, já que estou voltando para a rua, em busca de mais matérias e mais personagens. Até o próximo texto, ou a próxima entrada ao vivo.



https://batershopp.com.br/

NOTÍCIAS

podcast