Por: Paulo Henrique Pinheiro Advogado, especialista em direito desportivo

Indicação de Obra Literária: “Um olho na bola, outro no cartola”

EURODIESEL NOTICIA

Indicação de obra literária para você que deseja conhecer ainda mais sobre futebol e se aventurar nos diversos relatos e revelações sobre o mundo da bola.

Publicado em: 27/05/2022 18:06

Esta excelente obra chamada “Um olho na bola, outro no cartola” é assinada por um ateta profissional que é ídolo de todos os clubes pelo qual atuou e herói da seleção brasileira que conquistou a Copa do Mundo em 1994, nos Estados Unidos, o “baixinho” Romário. Agora com carreira política, ele vem impulsionando o Congresso como fazia os gramados.

No livro, Romário conta como foi ser responsável por instituir e criar a CPI do Futebol, que investigou as suspeitas de irregularidades na gestão financeira da CBF e do Comitê Organizador da Copa do Mundo no Brasil, em 2014.

Além disso, ele revela os contornos políticos que dificultaram a realização da investigação no Senado Federal, mas que esclareceram pontos vagos e importantes para educidação do que chama de “crime organizado no futebol brasileiro” e como, após dois longos anos de depoimentos, provas e discussões, esta apuração levou ao “Fifagate” – maior escândalo da história da FIFA, com a prisão de vários dirigentes da entidade e diversos cartolas.

EURODIESEL NOTICIA

Apesar de dar mais ênfase à matéria desportiva, o ex-jogador e político apresenta questões bastante relevantes sobre a luta por melhores condições de pessoas com deficiência e minorias, visto que tem uma filha com Síndrome de Down. E revela que a pureza desse universo o incentivou a lutar pela modernização e lisura de sua outra paixão: o futebol.

A obra é dividida em 34 curtos capítulos e, dentre eles, Romário apresenta a origem da corrupção no futebol, as verbas destinadas às Federações, as contradições de dirigentes da CBF, as suspeitas relações do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a CBF, além de revelar a estrutura dos crimes, expor propinas pagas em Campeonatos nacionais e toda a judicialização da CPI e, sem medo, Romário ainda menciona situações que dificultaram a criação e o desenvolvimento da CPI e cita, até mesmo, nomes quem o ajudou e quem o tentou parar.

 

Autores: Paulo Henrique S. Pinheiro e Marina Freire Pontes.



https://batershopp.com.br/

NOTÍCIAS

podcast