Atlético-GO

Goiás

Vila Nova

Setembro Verde: times goianos apoiam campanha que reforça importância da doação de órgãos

Nesta segunda-feira (19), em jogo diante do Internacional, o Atlético-GO leva vai um “time” de transplantados a campo em apoio ao mês dedicado à doação de órgãos e tecidos. Só neste ano, Goiás realizou 329 transplantes

Por: Danyela Freitas 19/09/2022 15:16

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, mobiliza a sociedade organizada para a importância da doação de órgãos. Os times de futebol já abraçaram a ideia. Assim, o Atlético-GO será o primeiro apoio público a entrar em campo. Com isso, a equipe fará uma ação de apoio ao Setembro Verde, mês dedicado à conscientização para doação de órgãos e tecidos. A campanha, criada para marcar o Dia Nacional de Doação de Órgãos, celebrado no dia, pretende conscientizar as pessoas sobre a importância dos transplantes para salvar vidas e, dessa forma, aumentar o número de doações.

Em resumo, nesta segunda-feira (1), no Estádio Antônio Accioly, às 20h, antes do jogo Atlético-GO x Internacional, 11 transplantados entrarão em campo trajando uma camiseta com os dizeres “Um sim salvou minha vida”. Além disso, o grupo de pessoas beneficiadas com transplantes de rim, coração, pulmão, pâncreas-rim, fígado e córneas também levarão uma faixa na qual estará escrito: “Diga sim à doação de órgãos! #avisesuafamília”. A saber, o Governo de Goiás vem estruturando hospitais e capacitando  suas equipes para aumentar a realização de transplantes no Estado.

Esse apoio que recebemos do Atlético-GO é muito importante para fortalecermos a cultura de doação de órgãos, um gesto de amor e generosidade que salva vidas”, avalia a gerente da Central de Transplantes do Estado de Goiás, Katiuscia Freitas.

Setembro Verde: DOAÇÃO

Para uma pessoa se tornar um potencial doador, basta apenas comunicar esse desejo à família. Não é mais necessário ter essa informação explícita em documento de identidade. Hoje em Goiás, 1.500 pessoas aguardam por um transplante. O Estado é destaque nos transplantes de rins. No entanto, por outro lado, a fila por doação de córneas aumentou devido ao período da pandemia. De janeiro a julho deste ano, foram realizados 329 transplantes de órgãos e tecidos em Goiás, sendo: rins (55), fígado (4), córneas (246), medula óssea (11) e músculo esquelético (13).

Release enviado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast