Exclusiva! Elvis Mendes fala sobre possível permanência na presidência da Aparecidense

O Camaleão chega com vantagem na inédita disputa pelo título da Série D

Por: Ana Lívia Luis Dias 09/11/2021 15:09

A Aparecidense na gestão do Presidente Elvis Mendes, conseguiu o feito inédito de chegar a Série C do Campeonato Brasileiro, e ainda está na briga pelo título da Série B. No jogo de ida o Camaleão venceu o Campinense por 1 a 0 e agora chega ao jogo de volta da final com vantagem e favoritismo.

”É um momento histórico que estamos vivendo, nos mesmos nos cobrávamos muito por isso, todas as vezes que batemos na trave nos incomodava muito, mas eu sempre fiz de tudo pra chegarmos na Série C e dessa vez deu certo e quem sabe agora vamos levar o título, sagrar-se campeão brasileiro não é fácil o jogo da volta, sabemos disso mas vamos trabalhar pra isso.”____ Élvis Mendes

Qual o principal fator dessa conquista ter vindo este ano, depois de ficar na trave várias vezes, você atribui a que fator essa conquista ?

Nós vamos pegando experiência , cometemos algumas falhas e erros no ano passado na reta final, tínhamos um time mais técnico mesmo, mas faltava um pouco na questão de grupo mesmo, estar mais coeso e focado e esse ano nós conseguimos com a manutenção da equipe técnica, foi importantíssimo isso, quando efetivei o Thiago Carvalho, na época fui muito criticado, e hoje é um treinador que já tem seu valor, já vem sendo procurado, eu penso que passa muito pela manutenção pela equipe técnica , falamos a mesma ”língua” e conversamos bastante. Nós mantemos o mesmo grupo de jogadores, qualificando é claro e para Série C vamos manter uma base dessa equipe e qualificar mais, dar continuidade é o segredo.

Maguito Vilela e João Rodrigues Cocá, ambos (In Memoria), sonharam em ver a Aparecidense na Série C e também foram os incentivadores para que Elvis assumisse a presidência do time.

Eles queriam profissionalizar o clube e eles acharam que eu era a pessoa certa para ajudar e eles estavam certos, infelizmente não puderam ver em vida, mas de onde eles estiverem tenho certeza que estão muito felizes. Realmente eu tive esse apoio, mas não é fácil ser empresário e Presidente de um clube, as atividades são muito pesadas, as empresas me cobram muito também.

Sobre a declaração de que deixaria a presidência do clube assim que o time foi classificado a Série C, Elvis explicou que vem recebendo muito apoio e que por enquanto nada está decidido ainda, mas tudo indica que ele deve permanecer no clube.

Essa declaração minha de não continuar, realmente estava tendo muito problema interno com o presidente do conselho do clube, diante disso eu disse vou dar o acesso pra vocês e de agora em diante vocês assumem, mas a partir daqueles momento, eu tenho recebido muitas ligações, o Prefeito Gustavo Mendanha também me ligou, quero aproveitar a agradecer ao Prefeito Gustavo que sempre deu apoio a Aparecidense, sem ele não seria possível, agradecer também a todos os empresários de Aparecida que me apoiam. E realmente todos me ligando, é complicado, fizemos uma reunião com o vice-prefeito Gilmar Mariano, o vice-presidente da câmara, André Fortaleza, então imaginem, a pressão ficou grande, e ainda vamos conversar essa semana, eu não sabia que eu era tão querido. Eu moro em Aparecida, tenho muito amor por essa cidade e não dependo da Aparecidense, porque quem está na gestão da Aparecidense não pode depender dela, tem que ter condição de ajudar e essa é minha preocupação, vamos ter ainda essa reunião para ver o que ficará decidido

Finanças do clube:

https://batershopp.com.br/

Eu administrei a Aparecidense esse mês como se fosse a minha empresa, cortando gastos, procurando o custo beneficio. A folha da Série D hoje é uma das mais baratas da Série D, e foi a mais baixa da minha gestão, tive bem menos dinheiro para montar o elenco, não pude cobrar isso, todos sabem que o Prefeito Gustavo Mendanha ajuda muito a gente, estávamos passando por um período de pandemia e jamais iria pedir ao Prefeito para ajudar. Foi cogitado nem participarmos desse ano, eu fiz a conta nós tínhamos 20 mil reais por mês para trabalhar. Mas fomos trabalhando, como naquela negociação do Albano com o Goiás, falei com o Presidente Paulo Rogério que precisava de ajuda, eles me emprestaram alguns jogadores que ajudaram a Aparecidense alguns como titulares e outros na reserva. Por todas as adversidades que tivemos foi uma campanha linda.

A final entre Aparecidense e Campinense está marcada para este sábado(13), ás 16h no Estádio Aníbal Toledo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast