Goiás

Em entrevista especial, Dr. Syd relembra período no Goiás e fala de projeto social

Confira conversa exclusiva com o ex-presidente do Goiás!

Por: Danyela Freitas 31/12/2021 12:40

Encerrando o ano, Nivaldo Carvalho, da equipe das Feras do Esporte, conversou com Dr. Syd de Oliveira Reis, empresário e ex-presidente do Goiás. A saber, atualmente, o médico comanda um projeto social em Hidrolândia e falou a respeito da ação.

Época no Esmeraldino

“O meu amor pelo Goiás não diminuiu, de maneira nenhuma [após saída turbulenta]. A paixão pelo Goiás é algo que parece estar enraizado dentro da gente. Eu saí do clube por algumas dificuldades que tive com pessoas que pensam bem diferente de mim. No entanto, não saí com nenhuma mágoa. Saí com a sensação de que vale a pena ser honesto.”

Voltaria à presidência do Goiás? Dr. Syd responde

“Depende da situação. Porque eu voltaria para o Goiás com o mesmo propósito que eu tive na época em que fui presidente. Em resumo, quando alguém assumia a presidência do Goiás, falava que era o presidentes, mas quem mandava era o dono do time. Eu sempre assumi com a intenção de ser realmente presidente da agremiação.”

Época no Goiás (Foto: Divulgação)

Época no Goiás (Foto: Divulgação)

Clube-empresa? Seria esse o futuro do Goiás?

“Existem grandes grupos econômicos, empresários que possuem uma quantidade de dinheiro muito grande e que gostam de futebol. Logo, esse pode ser o futuro dos times de futebol. No entanto, não podemos negar que o Goiás sempre teve um dono. Portanto, o Goiás já é um clube empresa há muito tempo. O Hailé Pinheiro tem o controle total do Goiás há muitos anos. Em determinadas circunstâncias, não tiro o mérito dele. Porém, de toda forma, o Goiás sempre teve um dono. […] Creio que o Goiás tem poucos sócios, em torno de 700. Assim, acho que uma pessoa com muito poder poderia comprar o clube de todas essas pessoas.”

Projetos sociais de Dr. Syd

“Tenho vários empreendimentos na cidade de Hidrolândia (GO) e, inclusive, um projeto social que me deixou muito animado. Nós temos a intenção de atender, inicialmente, todas as categorias até o sub-20. Além disso, em um outro projeto, queremos juntar as crianças abaixo de 12 anos e favorecê-las com material esportivo, além de técnico e escolinha. Com isso, essas crianças vão escapar de ficar à toas e, assim, vão desenvolver uma vida mais útil e saudável. Temos uma estrutura para atendimento aos jovens atletas muito completa. Inclusive, achamos que estamos superando times grandes daqui. Nós temos um alojamento para cerca de 30 atletas. Atualmente, alojamos de 18 a 20 jovens, todos em quartos praticamente individuais.

Ademais, temos uma academia muito completa para ginástica, com assistência de um fisioterapeuta integral. Além disso, possuímos piscinas para relaxamento, fornecemos uma alimentação muito boa e balanceada para os atletas que alojam lá. Por fim, há assistência médica. Nessa pandemia, por exemplo, fazemos exames de Covid-19 toda semana, rotineiramente. Portanto, temos uma estrutura que achamos que seja muito boa e estamos colhendo frutos. Nós disputamos três campeonatos na categoria sub-17, inclusive o torneio oficial da Federação Goiana de Futebol, e fomos campeões em dois (Copa Maguito Vilela e Copa Integração). A saber, todos os atletas estão estudando, por isso eles atrasaram a ida para a casa. Portanto, é essencial que o atleta não desvie o foco dos estudos. A bola é realmente um atrativo muito grande, no entanto, ela precisa estar acompanhada de uma formação educacional mais sólida.”

Dr. Syd com a equipe da ADH após conquista da Copa Integração 2021 na categoria sub-17 (Foto: Divulgação/ADH)

Dr. Syd com a equipe da ADH após conquista da Copa Integração 2021 na categoria sub-17 (Foto: Divulgação/ADH)

Futuro do projeto e futebol profissional

“Vamos subindo de degrau em degrau. Nosso projeto é de profissionalizar e, posteriormente, ser um time que representa o Estado de Goiás, mais uma força dentro do Estado, que possa dar orgulho para a população hidrolandense e também para os goianos. Conforme eu disse, vamos caminhando, subindo de degrau em degrau e vamos chegar a disputar o Campeonato Goiano. Depois, quem sabe, podemos até disputar um torneio no âmbito nacional. […] Nossa ideia é construir um CT muito completo, inclusive, incluindo outros esportes. A saber, a Associação Desportiva Hidrolandense (ADH) foi fundada em 1954 e era, principalmente, um time de basquete. Posteriormente, ela foi evoluindo. Com isso, temos a ideia de fazer um bom centro de treinamento. […] Meu esteio nesse projeto é o Cleuber Carlos. Ele é um pessoa que entende de futebol, muito mais do que eu, e tem ajudado bastante.”

Dr. Syd fala como ocorre a seleção para o projeto 

“Primeiramente, temos recrutamento em todo Brasil. A estrutura que a ADH oferece está se espalhando em vários lugares. Temos procura de jogadores para virem para cá do interior de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Acre, Minas Gerais, Bahia. Assim, estamos com boas referências, porque o pessoal está compreendendo que estamos oferencendo condições não somente de estadia, mas também condições éticas, morais. A saber, nós temos um dos melhores psicólogos de Goiás na nossa equipe, além de médicos e laboratório. Temos uma assistência completa para nossos atletas. Com isso, ficamos com a fama de eles serem bem tratados e bem recebidos de forma gratuita, porque não cobramos estadia.”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


NOTÍCIAS

podcast